​​​

O Modelo de Previdência Brasileiro estabelecido no tripé – Regime Geral de Previdência Social, Regime Próprio de Previdência Social e Regime de Previdência Complementar – constitui um dos Sistemas de maior cobertura no mundo.

O aumento da expectativa de vida é realidade global e segundo projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2050, o Brasil terá 64 milhões de pessoas com 60 anos ou mais.

Nesse contexto, é de extrema relevância entender como se estabelece o Modelo Previdenciário Brasileiro e particularmente, conhecer as bases do Regime de Previdência Complementar Fechado – suas características, aspectos legais, de operação dos planos e gestão e, especialmente, suas vantagens e importância tanto para as empresas que o oferecem e associações que o instituem, quanto para os participantes e para o País.

Além de valioso instrumento de recursos humanos, a previdência complementar fechada alinha as instituições à responsabilidade social, propiciando o exercício pleno de cidadania na melhor idade e mantém ativa a economia no longo-prazo.

Sobre outro aspecto, obter a visão geral dos maiores sistemas de previdência complementar do mundo e as melhores práticas nas diversas áreas, propicia aos profissionais do setor no Brasil, oportunidade única de ampliação do conhecimento, benchmarking e análise crítica do que o modelo brasileiro tem de melhor e onde pode ser também, aprimorado.